quarta-feira, 19 de maio de 2010

NAVEGAR


foto ney (Búzios) - Sou arrais e tive um laser, um bote a vela (Tutuca), um bote a motor, um caiaque, um bote inflável de plástico, em criança uma boia pneu de caminhão (ENORME). Bom mesmo era pegar "jacaré" na onda (atual surf). Fazer buraco na areia com as crianças (filhos, sobrinhos, netos), castelos de areia, pegar TATUI, pescar, mergulhar, guerra de bola de areia molhada, com o corpo molhado se enrolar na areia (filé a milaneza). Às vezes um gritava (AREIA...) e todos enchiam as mãos e jogavam para o alto (no vento) - era uma dabandada geral. Pior mesmo era ao sair da praia encontrar a bicicleta, que estava estacionada na calçada, lá em cima da árvore. A turma já tinha ido (claro!), o jeito era se virar sozinho. Encerro com uma bolada ou raquetada de frescobol... aiiiiiiii!
Viver a natureza (mar, montanha, floresta), tudo isso é navegar. A gente inventa.

NÃO ME ATRAI O PARTIR...
E SIM O NAVEGAR. (ney).

4 comentários:

Mai disse...

É verdade, são coisas diferentes.
É que no navegar, importa voltar e atracar a embarcação e depois, 'navegar é preciso', tanto quanto o viver..

abraços

ney disse...

Mai,
Pois é, tudo isso é parte do navegar, brincar, conviver, aprender. Abraço/ney

Notas & Notícias disse...

Passei pra te desejar bom final de semna

Abraço

ney disse...

Obrigado pela presença amiga. Desculpe a demora em responder, só agora vi seu comentário. Abraço/ney.