terça-feira, 30 de junho de 2009

INVERNO EM ITACOATIARA - NITERÓI (clique aqui e veja o vídeo)





















Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney - HOJE).
.
O inverno na Praia de Itacoatiara (Niterói)... sol quente, céu azul, surfistas no mar, sereias na areia, corujas, borboletas, e tudo florido como na primavera. É O PARAISO. Note a Pedra do Elefante. E o meu brother Eduardo não quer outra vida, morando bem de frente para esse mar. VEJA O VÍDEO CLICANDO NO TÍTULO ACIMA - IMPERDÍVEL !

segunda-feira, 29 de junho de 2009

FESTA DE SÃO PEDRO EM NITERÓI (hoje)














Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney).
.
Festa de São Pedro em Jurujuba - Niterói. Hoje cedo teve a procissão de barcos pela Baía da Guanabara e continua a festa pela noite adentro. Num belo dia azul de inverno fui lá conferir e clicar. Gosto de festas juninas. Vai uma cocada? Uma maçã do amor? ney.





domingo, 28 de junho de 2009

VITÓRIA RÉGIA E LIBÉLULA






Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney). Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
.
Na primeira foto acima coloquei em destaque, à direita, embaixo, a flor da vitória régia e uma libélula que estava pousada. A libélula começa sua vida sob as águas, até a formação das asas. A cor definitiva do corpo e da asa das libélulas demora alguns dias para se fixar, seguindo diversos matizes de azul, amarelo e vermelho. No Brasil é conhecida pelos nomes: Lavadeira, cavalinho-de-judeu, cavalinho-do-diabo, donzelinha, jacina, jacinta, lava-bunda, lavadeira, odonata, macaquinho-de-bambá, pito, ziguezigue. O absoluto controle de vôo da "demoiselle" (senhorita, como a libélula é chamada pelos franceses), inspirou o brasileiro Alberto Santos-Dumont na criação de seu modelo mais bem sucedido: o Demoiselle. Irrequieta, voando incessantemente, planando, dando rasantes, subindo ou pousando como um helicóptero, a libélula parece ter sempre muita pressa. E motivos não faltam para isso. Toda libélula está sempre vivendo o ponto culminante de sua vida e não tem tempo a perder.
VITÓRIA RÉGIA. Sua flor branca abre-se ao anoitecer, e no dia seguinte apresenta uma coloroção rosa. A Deusa vegetal. Lenda: Há muitos anos, em uma tribo indígena, contava-se que a lua (Jaci, para os índios) era uma deusa que ao despontar a noite, beijava e enchia de luz os rostos das mais belas virgens índias da aldeia - as cunhantãs-moças. Sempre que ela se escondia atrás das montanhas, levava para si as moças de sua preferência e as transformava em estrelas no firmamento.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

HAJA O QUE HOUVER... espero por ti.


Clique no TÍTULO acima.
Foto ney.

FLORES E POESIA II



Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney).
.
além do horizonte...
fecha os olhos e acredita...
venho de um tempo longínquo...
bem próximo, se quiseres acreditar...
a magia e os sonhos, conduzem-te ao meu reino...

escuta as batidas do meu coração,
que deleita e te espera no paraíso...
trilhamos juntos o caminho dos sonhos,
sob a luz prateada do luar,
lapidando a felicidade que aflora nos nossos lábios...

o orvalho cai pelos ramos dos abetos
a magia do seu perfume encanta o ar...
as estrelas radiosas fazem da noite uma festa,
e ligam o teu olhar ao meu...
seremos eu e tu... seremos nós...

e como uma pedra no meio de um lago,
desponto entre um sonho e a ilusão,
na certeza insondável
de uma ternura feita saudade...

retorno agora ao meu destino...
além do horizonte...

no encanto da dança...

num deserto encoberto de esperanças,
a minha alma, solta ao vento,
é transportada em cada grão de areia
procurando, na lentidão dos dias quentes,
o universo que existe para lá do horizonte...

cai a tela do anoitecer...
uma fila de estrelas desfilam no céu
e a luz da lua, prateada,
tinge-me com o feitiço da sedução,
vestindo-me de desejo...

envolvo-te ao som desta canção,
fonte inesgotável de inspiração,
e para ti danço, encantada,
descortinando o véu que me envolve,
compondo em movimentos
um murmúrio que desperta o desejo...

flutuo no tempo, solta, ao sopro do vento,
e embriagada na paixão,
traço o destino com os meus passos,
para ti, nua de enigmas,
já que és a tradução do que não sei... (ana luar)

FLORES E POESIA



Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney).
.
a tempestade...
.
atravessamos caminhos por onde delira a linguagem
e que conduzem-nos ao inusitado limiar dos sonhos...
cai uma tempestade, soturna, que enegrece o céu,
tortura-nos com malícia e devora-nos na penumbra...

continuamos e vagueamos, foragidos da realidade,
procurando manter viva esta chama de sonhos,
nesta dimensão em que o amor e a paixão,
me deixam escrever mais uma página do meu destino...

viajamos juntos, tão próximos, de um modo tão nosso,
e ao mesmo instante, tão ausentes e distantes...

cavalgamos juntos...
eu, guerreira, vestida de vida,
voando nas nuvens com o meu dragão...
e tu, meu nobre cavaleiro, preso à terra...
para sempre cavaleiro do meu coração... (ana luar)

quinta-feira, 25 de junho de 2009

quarta-feira, 24 de junho de 2009

RAÍZES


Clique sobre a imagem para ampliá-la (foto ney).
.
Pois é, as raízes nos fazem fortes, mas não devem nos aprisionar. E sim trazer equilíbrio, crescimento, resistência às intempéries, mas também nos conduzir às alturas, nos permitindo um lugar ao sol, sentir o vento, a chuva, manter a sustentabilidade e estar em harmonia com tudo a nossa volta. (ney).
.
O que dizem os pensadores:
.
A educação tem raízes amargas, mas seus frutos são doces. Aristóteles.
.
Mude suas opiniões, mantenha seus princípios. Troque suas folhas, mantenha suas raízes. Victor Hugo.
.
Se alguma coisa se te opõe e te fere, deixa crescer. É que estás a ganhar raízes e a mudar. Abençoado ferimento, que te faz parir de ti próprio. Saint-Exupéry.

terça-feira, 23 de junho de 2009

VIVA SÃO JOÃO !

VIVA SÃO JOÃO ! Padroeiro da cidade de Niterói. Muita festa e celebração. E feriado municipal.
CLIQUE NO TÍTULO ACIMA.

FECUNDO CABRAL

Clique no título acima.

FRIBURGO



Complementando postagens anteriores...
Um pouco da Friburgo de antigamente clicando no TÍTULO acima.
Foram mesmo muitos bons momentos em Friburgo, desde muito jovem, quando essa Maria-Fumaça da foto ainda passava pela cidade. As lojas de doces, churrascarias, licores, chocolates, a deliciosa comida caseira na Dona Mariquinha, Parque São Clemente, clubes, carnaval de rua, Olifas, Caledônia, as serras, cachoeiras, Muri, Lumiar. Lembram da música LUMIAR - Roupa Nova?

segunda-feira, 22 de junho de 2009

NATUREZA VIVA






Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney)
.
E na janela dos fundos do Chalé Rainha do Mel, uma moldura em madeira cria um quadro com a natureza viva da montanha; na foto da frente aparece eu clicando, o carro, os produtos artesanais locais + parceria Nobless Cacau Chocolataria, o beija-flor chegando até a flor etc. Um simples e agradável recanto junto à natureza - Muri/Friburgo-RJ. (vide postagem anterior).

INVERNO NA SERRA







Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney)
.
Inaugurei o inverno com um belo passeio na serra de Friburgo-RJ., num dia bem azul. E foram muitas histórias vividas nessa cidade, desde muito cedo. Sempre vale recordar, reviver e viver o presente. Esquentar o inverno.


domingo, 21 de junho de 2009

LUZ


Clique sobre a imagem para ampliá-la (foto ney).


AMITABHA


Desde garoto gostei de mergulhar, apreciar o fundo do mar (foto ney - Lagoa Azul - Ilha Grande). Silêncio, beleza, harmonia, suaves movimentos... reflexão. Tantos mistérios nessa vida, enigmas, nunca temos todas as respostas, desse mundo e de nós mesmos. Dizem os Filósofos que o consciente não é um entidade soberana, mas um servo míope de uma vontade de viver imperiosa. O intelecto não tem acesso ao laboratório secreto onde a vontade urde suas decisões. Ele é um confidente da vontade, mas que nunca chega a estar a par de tudo. Mas valem os bons sentimentos, o equilíbrio, o amadurecimento, buscar nossas verdades mais profundas, o crescimento, a libertação, o amor.
Clique no TÍTULO acima (link), e veja esse belo vídeo. Não quer dizer que tenha a ver, mas é sempre suave a música de Oliver Shanti. Para AMITABHA encontrei a explicação de ser um dos 5 Budas da meditação, da família de Lótus, da direção Oeste, de cor vermelha, que purifica o karma do desejo... não entendo muito (?). ney.

DELICADO



Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney).
.
Clique no título acima.

OLÁ INVERNO !





Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney)
.
E está chegando o inverno, oficialmente começa às 20:59h. Teremos o menor dia do ano, o SOL será observado apenas por 9 horas e 28 minutos, e uma longa noite. Mas agora ao meio-dia brilha intenso no céu azul (foto acima na orla de Niterói). Ontem, sábado, estava bem frio na serra de Teresópolis. Estive em Comary, onde nossa associação (Bco. Central) tem uma bela sede - um bom almoço e momentos agradáveis. E a lembrança de tantos momentos em família, filhos e netos, aconchegantes chalés, inclusive o aniversário de 15 anos da filha (muitos amigos, um ônibus alugado, e um dia inteiro de festa, churrasco). O tempo passou rápido e deixou as agradáveis lembranças.
E voltando ao frio: Na média da população, dizem os médicos, o frio se torna dolorido a partir dos 14 graus. VEJA MAIS EM VÍDEO CLICANDO NO TÍTULO ACIMA. Bom domingo!

sábado, 20 de junho de 2009

VOLTANDO NO TEMPO

video

Clique em PLAY > na imagem acima (vídeo)

Não faça isso, você pode levar um tombo, ou não voltar mais... (rs). Mas vale escutar o canto dos pássaros.

HARMONIA COM A NATUREZA














Aqui no Jardim Botânico do Rio de Janeiro eu me entendo com a natureza... Bom demais!



sexta-feira, 19 de junho de 2009

A MASSACRANTE FELICIDADE DOS OUTROS

A MASSACRANTE FELICIDADE DOS OUTROS - Martha Medeiros

Clique no título acima.

DIVÃ

DIVÃ

Falando em Martha Medeiros (postagem anterior), gostei muito do filme DIVÃ - inspirado numa obra dela... ótimas interpretações.
Veja o trailer clicando no título acima.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

A JANELA DOS OUTROS


A JANELA DOS OUTROS - Martha Medeiros
"Parece uma parábola, mas acontece todo dia: a gente só tem olhos para o que mostra a nossa janela, nunca a janela do outro. O que a gente vê é o que vale, não importa que alguém bem perto esteja vendo algo diferente."
Veja na íntegra clicando no título acima.
Na foto coloquei na janela cores diferentes, jeitos e olhares diferentes de ver. ney.

SEGUIDORES

AMIGOS,
Não sei como colocar "SEGUIDORES", mas serão todos bem-vindos, como os que já estão, e nem sei como foi. Digam ai, ou dou OK aqui. Só consegui colocar em BLOGS. ney/

VEM CHEGANDO O INVERNO





Clique sobre as imagens para ampliá-las (fotos ney).
.
Domingo chega oficialmente o INVERNO. Mas ele já andou dando o ar da sua graça, as temperaturas despencaram bastante. Foi chegando assim de mansinho, as nuvens baixas envolvendo as montanhas, a garoa caindo fininha, e prometendo muito frio para este ano. Casacos e sombrinhas a postos! A coisa vai pegar. Acho que foi adiado o tal aquecimento global, já há mesmo quem diga cientificamente o contrário, e seriam ciclos naturais... Tomara! Tanta coisa se diz para ser notícia, eu não sei.
Ah, e o guarda-chuva?! Mais um volume a se carregar... abrir, fechar, secar. Mas, por favor! Nada de galochas (aquelas de antigamente). Eram horríveis, calçados de borracha fina e flexível que se colocavam envolvendo os sapatos, para proteger o couro da umidade (os sapatos de camisinha...rs). Ficávamos parecendo um ET. Coisa lá do tempo dos sapateiros, quando também colocávamos meia-sola no solado de couro dos sapatos quando furavam. Era, na verdade, um remendão. Mas se ficasse o buraco, molhava a meia e os pés, ou se queimava nas pontas de cigarros no chão. Quem não tinha dinheiro colocava jornal dentro do sapato para esquentar os pés. E ainda se usava uma chapinha de metal no solado, para evitar o desgaste prematuro da sola do sapato... um barulhinho de metal caminhando pelas ruas.
Assim são os tempos, as modas, os costumes, os jeitos de ser. E vamos nós para mais um inverno... ney/
.
O inverno cobre minha cabeça, mas uma eterna primavera vive no meu coração. Victor Hugo.
.
É no meio de um inverno eu finalmente aprendi que havia dentro de mim um verão invencível. Alberto Camus.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

O LADO BOM


Quero ser uma ilha, um pouco de paisagem, uma janela aberta, uma montanha ao longe, um aceno de mar.
Quando precisares de um sonho, de um canto de beleza, de um pouco de silêncio, ou simplesmente de sol... e de ar...
Quero ser o lado bom em que pensas, isto que intimamente a gente deseja mas nem sempre diz - quero ser, naquela hora, o que sentes falta para seres feliz... Que quando pensares em fugir de todos ou de ti mesma, enfim, penses em mim...
J.G. de Araujo Jorge

Os poetas sabem dizer, querer ser, encantar a vida. (imagem google).

terça-feira, 16 de junho de 2009

SAUDADES


Lembrei do meu pijama de flanela, do meu tamanco deixado num canto do quintal, dos pés descalços na terra, subir em árvores, do cachorro Jupi que brincava comigo no quintal. Bons tempos!

domingo, 14 de junho de 2009

FESTAS JUNINAS



Já descritas na postagem anterior.

Um belo trabalho da Rosa Viragh num vídeo do YOUTUBE:

http://www.youtube.com/watch?v=2A4nRTAIjWM

sábado, 13 de junho de 2009

SANTO ANTONIO


13 DE JUNTO - DIA DE SANTO ANTONIO - Boas lembranças das festas juninas, fogueira, batata doce, quentão, pamonha, cachorro quente, amendoim, dança de quadrilha, casamento na roça, pau-de-sebo, dança da maçã, pescaria, corrida de sacos, corrida de ovo na colher, barraca do coelhinho, pescaria, argolas, derrubar latas, ruas enfeitadas de bandeirinhas. A fogueira era colocada no meio do campinho de futebol (os antigos terrenos baldios). Os adultos diziam para nós, os menores, que brincar com fogo leva a fazer xixi na cama. Os homens com chapéu de palha, bigode pintado com rolha queimada, camisa xadrez e remendos nas calças. As mulheres usavam vestidos estampados e o cabelo preso em Maria Chiquinha. E começava a quadrilha: Anavantur - anarriê - passeio na roça - damas para um lado - Changê de damas - changê de cavalheiros - balancê ...
E tinha o CORREIO ELEGANTE dos bilhetinhos apaixonados: "Se jogares fora esta carta, me amas. / Se rasgares, me adoras. / Se guardares, por mim choras. / Se queimares, comigo queres casar."
As estrelas nascem no céu, / os peixes nascem no mar, / Eu nasci aqui neste mundo / somente para te amar!"
"As vezes fico pensando / pensando não sei em quê / mas no fim do pensamento / eu só penso em você."
E NO AUTO-FALANTE DAS QUERMESSES as mensagens oferecendo músicas e mensagens de amor: Atenção garota de trança e vestido vermelho, tem alguém te esperando atrás da barraca do coelhinho!
Esta música que vamos ouvir foi oferecida pelo João para a Maria; Esta música é dedicada ao rapaz de calça preta que está na barraca do quentão... quem mandou foi a morena de vestido branco que está na barraca do cachorro-quente.