domingo, 28 de fevereiro de 2010

Mundialito Fast Triathlon feminino








Fotos ney - Brasil vence em Niterói. A equipe brasileira foi formada por Pâmela Oliveira (imagem em destaque), Flávia Fernandes e Vanessa Giannini.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

BONDE DA VIDA


Nos tempos dos bondes e lotações, jogávamos bola na rua, o famoso “racha”. Os gols (balizas), ficavam entre um poste, ou árvore, e o muro de uma casa, cada gol em calçadas opostas. Passava um carro ou outro, geralmente táxi. Eram aqueles automóveis antigos americanos, tão grandes que dava até para dar uma festa dentro deles.
Quando vinha uma pessoa idosa logo um falava: - Pára a bola!
Se a bola caía numa casa, a gente batia palmas no portão: - Moça, posso pegar a bola no seu quintal? Mas isso já em cima do muro, ou já tendo pulado a grade, ou o portão (quando não tinha cachorro). Tinham aqueles que passavam a faca na bola e devolviam a pelota furada, rindo da gente. Desses nem vou falar, eram mesmo ignorados pela vizinhança.
Mas jogávamos também nos inúmeros terrenos baldios, que viravam campos de futebol. Logo inventávamos de chamar de Associação Atlética ou Futebol Clube alguma coisa, às vezes comprávamos até um jogo de camisas, fazendo uma “vaquinha”, cada um dando um tanto.
Para ser titular, jogar no primeiro time, tinha que ter futebol no pé, ou então ser o dono da bola, esse era sempre o primeiro a ser escalado (rs). Não fui daqueles de chamar a bola de Vossa Excelência, tinha até uma certa habilidade e controle, mas não o suficiente para ser titular absoluto, ficava MUITAS vezes na reserva, ou na reserva do reserva, ou jogava no segundo time, talvez no terceiro...
O outro dia eu estava falando com ELE, em pensamento, num papo informal, dizendo que como bom brasileiro gostaria de ter tido um pouquinho mais de bola e samba no pé. Não estava reclamando não, só trocando uma idéia. Puxa! Chegar aqui já foi bastante, e ainda conquistei um espaço digno.
O bonde da vida passa rápido, troquei a pista e o campo pela arquibancada, o samba e a bola pelo chinelo no pé, mas com ânimo vou seguindo essa viagem com a mesma alegria. Ah! Se o bloco passar, tiro o chinelo e caio na folia. (ney)

TRIATHLON EM NITERÓI NESTE FIM DE SEMANA (clique aqui)


Foto ney.
As musas já estão chegando para o Mundialito Fast Triathlon feminino em Niterói. Brasileiras, argentinas, canadenses, espanholas, italianas, russas.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

POR DO SOL


foto ney.
Flocos de nuvens, brancas, sombrias, dispersas, sopradas pelo vento. No poente um horizonte dourado, ocaso, refletido no mar. Mãe e filho, contorno, silhueta, momento de paz. (ney)

CHUVA


foto ney (aqui da janela).
Ah! Eu nem acredito. Depois de tanto sol e calor de 40º, ou bem mais, finalmente um dia fresco, chuva fina.
Nunca pensei que fosse gostar de chuva e frio, mas estava demais o calor. E ainda tem as águas de março.

Alma lavada.
Cheiro de terra molhada
Chuva de verão. (Maria Angélica Shiotsuki)

Essa imagem me faz lembrar a música ESTRADA DO SOL - Dolores Duran/Tom Jobim:
É de manhã, vem o sol mas os pingos da chuva que ontem caiu... Ainda estão a brilhar, ainda estão a bailar ao vento alegre que nos tráz esta canção.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

BARES DA VIDA


Quase todo dia passo por esse bar, onde na juventude eu ficava até tarde de papo com os amigos. Pessoas e momentos que marcam nossas vidas, se tornam inesquecíveis, com algumas ainda convivemos, outras não estão mais conosco.
Gostei dessa nova decoração, bem simples, mas mantendo a aparência dos botecos (botequins) de antigamente, na parede fotos antigas da cidade.
Muitos desses bares, pizzarias, leiterias, restaurantes, resistem ao tempo, conquistaram a freguezia, mantiveram uma identidade, qualidade, tradição. Clientes, proprietários, garçons, cozinheiros, compartilham esses momentos, a casa se torna um lugar acolhedor, com alma, contando histórias de vidas.

VIVA NOSSA GERAÇÃO !


UFA ! Foram tantas e tão rápidas transformações nesses últimos 60 anos, que parecem corresponder a séculos de história da humanidade. Mas foram bons e importantes momentos, acho que fomos uma geração privilegiada. Agora vale uma paradinha, uma desacelerada, porque está tão rápido que não estamos conseguindo vivenciar etapas, estamos passando batidos. (ney)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Katarina Witt (clique aqui)

Vendo as belas apresentações de dança no gelo nestes Jogos Olímpicos de Inverno - 12 a 28/02/2010 - Vancouver - transmissão TV Record, vale lembrar a bela Katarina Witt, medalhas olímpicas em 1984/88, campeã mundial em 1984/85/87/88 e seis campeonatos europeus consecutivos (83 a 88). Muito linda, chegou a pousar para a Play Boy.
São muitos vídeos de suas notáveis apresentações (youtube). Clique no TÍTULO acima (link).
Jogos olímpicos trazem integração, paz, saúde, alegria para o mundo, prosperidade para as cidades sedes, incentivam os jovens ao esporte. Para o Rio de Janeiro foi bastante positivo sediar o PAN, como serão para o Brasil o Mundial de Futebol e as Olimpíadas. O uso desses recursos não prejudicam a economia, ao contrário, geram empregos e crescimento. O desvio de verbas, a corrupção, esses sim prejudicam a sociedade. (ney).

PASSAGEM


foto ney
Chegamos bem devagar, flutuando em águas calmas e protegidas, durante os 9 meses de viagem nem nos damos conta dos acontecimentos, até que percebemos um clarão, ouvimos sons, e um pouco assustados choramos diante do desconhecido.
Logo aprendemos a andar, nadar, mergulhar, a superar as tempestades e calmarias, a seguir os bons ventos, as correntes favoráveis, aproveitar as melhores ondas.
De início, era um navegar sob comando único, mas os tempos mudaram, toda a tripulação passou a conduzir o barco da vida, evitando adernar, ficar à deriva, muito menos afundar.
Estamos aprendendo a resolver os possíveis motins a bordo com liberdade, sem verdades absolutas.
São tantas aventuras... uma imensidão de terra e mar, montanhas, ilhas, rios, estrelas; os portos seguros que encontramos, a terra firme, o sol a nos acordar, a lua a nos fazer sonhar.
Que possamos seguir em frente buscando os melhores caminhos na grandeza da Criação. (ney)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

NÃO ACABOU NÃO...



Não acabou não. Ainda tem o desfile das campeãs no calor do Rio. Essa UNIDOS DA TIJUCA vai dar um novo show.

Enquanto isso, lá no lado gelado do mundo, tem os JOGOS OLÍMPICOS DE VANCOUVER. Agora na final belas apresentações (TV Record). A turma dança bonito no gelo. Vale conferir.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

NEVOEIRO


Depois de tantos dias de sol, céu azul e intenso calor, a névoa fina encobriu a paisagem na bela Praia de Itacoatiara - Niterói-RJ., no mar mal se via as ENORMES ondas arrebentando na areia.

MUITO BOM sentir essa mudança no tempo, a temperatura mais amena, essa diversidade da natureza nas mudanças das estações.
Salve a grandeza da CRIAÇÃO! (ney).

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Quarta-feira de cinzas


foto ney - dormi de tristeza (rs).

Toda a terra está envolta nas neblinas e a friagem se difunde pelo espaço...
- longe se ouve, em cadência, passo a passo
o caminhar dos boêmios nas esquinas...

Pela sombra - as estrelas pequeninas
com sono, tem o olhar nevoento e baço...
No silêncio da noite ouço o compasso
do sereno a pingar das serpentinas...

Algum bando tardio passa adiante
- e deixa pela noite uma batida
de samba em agonia - estrebuchante...

Quarta-feira de cinzas já amanhece,
- mais outro carnaval em minha vida,
vida que há muito um carnaval parece!...

J.G. de Araujo Jorge

AMOLADOR DE FACAS, TESOURAS (vídeo aqui)



















foto ney - eu amolador de facas (rs).

Tem alguma faca ou tesoura para amolar ai? Aproveite a promoção de carnaval, a cidade está vazia, estou fazendo um preço especial, barato de verdade. Mil réis, cruzeiros, cruzeiros novos, cruzados, reais (na gíria chamávamos também pratas, contos), uma longa história de muitas moedas, na roda viva do tempo, a marcar nossas vidas. E a roda do amolador de facas a rodar por nossas ruas. O pedal gira a roda, a correia de couro o esmeril, o amolador de facas pára em cada esquina para chamar a clientela. Passando uma lâmina de aço no esmeril, ele chama a atenção de todos, às vezes tocando músicas, ou hinos de times de futebol.

Tudo hoje é tão apressado, são muitas tecnologias, mas o amolador resiste a tantas mudanças e segue nos dizendo de cotidianos com o lirismo de sempre.

CIDADE FANTASMA

O centro de Niterói ficava lotado, muitos blocos, tínhamos até muitas escolas de samba, os desfiles na AVENIDA eram animados, decorados, iluminados. Há muitos anos Viradouro e Porto da Pedra foram desfilar no Rio, Niterói ficou vazia, uma cidade fantasma durante o carnaval. Um pequeno bloco aqui, outro acolá, todos vão viajar. Até mesmo o carnaval nos clubes não têm a mesma animação de outrora. Dá até medo, parece o DAY AFTER, só mesmo as praias ficam movimentadas.
O Rio tem dado muitos sinais de revitalização do carnaval de rua. Tomara que continue assim, porque viajar também está ficando difícil com as estradas cheias. Desde a minha juventude, muitos preferiam atravessar a Baía da Guanabara para brincar no Rio. (ney).

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

CARNAVAL

Bela festa dessas escolas de samba, de muita criatividade e alegria, levando para a passarela nossa história, arte e cultura. Gente humilde que consegue transformar toda essa nossa diversidade em sonho e realidade, realizando o maior espetáculo da terra. (ney).

sábado, 13 de fevereiro de 2010

MINHA BICICLETA FOI NO RITMO DO SAMBA (Clique aqui - vídeo e som)


Eu me segurei, mas minha bicicleta seguiu o bloco, foi no ritmo do samba, tive que chegar junto (rs).
Veja no link do TÍTULO acima, clicando em PLAY > na janela do vídeo (som)... ou clicando no endereço abaixo, podendo ver em TELA CHEIA. (ney)
http://www.blogger.com/video-play.mp4?contentId=7b5d97b50e1e003c&type=video%2Fmp4

CARNAVAL


Quadro Andre, meu filho (clique para ampliá-lo).
Gosto dessa alegria contagiante, desses blocos pelas ruas, samba, batucada, fantasia. Nem preciso de bebidas, vou no embalo, no ritmo, nos sentidos.

Mas veio a idade, as transformações, vamos nos entendendo melhor numa harmonia corpo e alma, a exigir menos corpo, e sem desassossegos grandes (usando as palavras de Fernando Pessoa). Mas está tudo vivo na essência, na incandescência, no amor e no encanto pela vida. (ney).

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

RUAS TORTAS DO MORRO (clique aqui)


Quadro ney.
Clique no TÍTULO acima (texto de J.G. de Araujo Jorge).

O CARNAVAL DE CADA UM (clique aqui)


Imagem ney.
Clique no TÍTULO acima (texto de J.G. de Araujo Jorge).

SAMBA NO PÉ (clique aqui)



Dei meu jeito aqui de ter samba no pé, nem precisei sair do banco da pracinha. Mas se você quiser uma coisa assim mais ritmada, é só acompanhar a aula do Carlinhos clicando no TÍTULO acima (vídeo).

LEMBRE-SE: Quem não gosta de samba, bom sujeito não é. É ruim da cabeça, ou doente do pé... Já dizia o Dorival Caymmi em Samba da Minha Terra.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

CARNAVAL



Foi assim que eu imaginei o carnaval no primeiro quadro que pintei, lá em 1980. Do meu jeito sem jeito, e sem aprendizado, fui pintando num pedaço de eucatex.

Acho que vale lembrar velhas marchinhas no endereço que segue:

http://www.velhosamigos.com.br/DatasEspeciais/diadecarnaval9.html Clique nas notas musicais e ligue o som (média player).

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

CARNAVAL (clique aqui para o vídeo)



foto, photoshop e imagem ney.

- Quem é você?
- Adivinha se gosta de mim
Hoje os dois mascarados procuram os seus namorados perguntando assim:
- Quem é você, diga logo...
- ...que eu quero saber o seu jogo
- ...que eu quero morrer no seu bloco...
- ...que eu quero me arder no seu fogo
- Eu sou seresteiro, poeta e cantor
- O meu tempo inteiro, só zombo do amor
- Eu tenho um pandeiro
- Só quero um violão
- Eu nado em dinheiro
- Não tenho um tostão...Fui porta-estandarte, não sei mais dançar
- Eu, modéstia à parte, nasci prá sambar
- Eu sou tão menina
- Meu tempo passou
- Eu sou colombina
- Eu sou pierrô
Mas é carnaval, não me diga mais quem é você
Amanhã tudo volta ao normal
Deixa a festa acabar, deixa o barco correr, deixa o dia raiar
Que hoje eu sou da maneira que você me quer
O que você pedir eu lhe dou
Seja você quem for, seja o que Deus quiser
Seja você quem for, seja o que Deus quiser

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

QUANDO EU CRESCER...


Quando eu crescer vou querer ser criança outra vez, mas só um pouquinho, para não esquecer do Jupi, meu cachorro, brincando comigo em volta da casa. E para não perder o sorriso e a alegria que quero sempre comigo. Vou querer andar descalço, subir em árvore, só não posso esquecer meu tamanco no quintal, senão minha mãe vai brigar: - Cadê seu tamanco menino, esquece em todo lugar, só não esquece a cabeça porque está presa no pescoço!?

VIAGEM NO TEMPO


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
foto ney.
Ilha de Paquetá (Rio), lá pelo ano de 1958. Da esquerda para direita minhas amigas (os) Aparecida, Carlinhos, Maria Lidia, Neusa, Vera Maria, Marly e Germana. Mergulhei sorridente, claro, não poderia ser diferente, diante dessas inesquecíveis amizades dos anos dourados.

A CASA DO TÉDIO (clique aqui|)

sábado, 6 de fevereiro de 2010

NAMORO NO PORTAO



Vendo essa casa, num passeio hoje por um bairro antigo, resolvi fotografar. Lembrei dos namoros no port'ao, nas escadas, no jardim. Anos dourados, o bombom SONHO DE VALSA, drops DULCORA, chiclets de bola, perfume LANCASTER, Alfazema. Bilhetinhos e cartas - guardados ate hoje num bau. Nos cadernos escolares coracoes com as setas do culpido, e os nomes gravados nos troncos das arvores. Banco da pracinha, sorvete, escurinho do cinema. Das maos dadas ao primeiro beijo, o olhar vigilantes dos pais. ney.

INSONIA



foto ney.

Sem conseguir dormir, resolvi fotografar minha insonia. E como o sono n'ao chegava, fui no photoshop e tentei, ao menos, faze-la luminosa, fluorescente. Ah, essas madrugadas insones, os pensamentos viajam, transcendem, podem ficar criativos, magicos. Mas com esse calor de fica complicado dormir. ZZZZZzzzzzzzzz...

A insonia do Alvaro de Campos - heteronimo de Fernando Pessoa - vai aos limites, veja no link... http://www.revista.agulha.nom.br/facam28.html

CAMINHOS


foto ney.

Eram caminhos de terra, barro, ferro, pedra, mas pareciam mais suaves, harmoniosos, sem pressas, de vivenciar etapas, havia poesia. Pode ser saudosismo, talvez.
Eu sei que eram empoeirados, enlameados, mas hoje ficaram poluídos, congestionados, engarrafados, e continuam enlameados e empoeirados pelas enchentes. A cidade impermeabilizada pelo asfalto, aquece o ar, impede o escoamento das chuvas e transborda em lixo.
Os edifícios dificultam a passagem das brisas, dos ventos, nem temos mais garoas, orvalhos, serenos. Alguns poucos parques, pracinhas, e quase nenhum verde.
E achamos que estamos protegidos por tantas grades, câmeras, na verdade perdemos a liberdade, a alegria e as brincadeiras das ruas. Mal conhecemos os vizinhos, apenas um bom dia no elevador. A TV que divertia virou trama, sangue, grupos entediados fechados em casas, tramando uns contra os outros, jogando para ganhar uma grana, um carro, o sucesso. E alguns ainda chamam de heróis.
Mas apesar de tudo gosto das cidades, acho que me tornei mesmo um URBANO, a vida funcional, o conforto, quartos com banheiros, closets, pisos frios, ar condicionado, shoppings, cinemas.
E sempre damos um jeito, descobrimos a INFOVIA, navegamos em segundos os mais longos e distantes caminhos, temos acesso a todos os conhecimentos, a democracia do saber, aprender, interagir.
Mas precisamos pensar na natureza, da qual fazemos parte e dependemos. Na qualidade de vida, no futuro da humanidade. Na liberdade encontraremos juntos os melhores caminhos, e teremos mais chances de nos tornarmos mais integrados, coerentes e humanos. ney.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

PELO TEMPO QUE DURAR (clique aqui)



foto ney.
PELO TEMPO QUE DURAR - Marisa Monte. Nada vai permanecer, no estado em que está, eu só penso em ver você, eu só quero te encontrar. Geleiras vão derreter, estrelas vão se apagar, e eu pensando em ter você, pelo tempo que durar. Coisas vão se transformar, para desaparecer, e eu pensando em ficar, a vida a te transcorrer. E eu pensando em passar, pela vida com você.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

AINDA SEM COMPUTADOR

Acho que hoje, quarta-feira, ele estará pronto no final da tarde. Estou aqui de carona em outras máquinas da família. Faz falta esse tal de computador. ney.
QUINTA-FEIRA: Pois é, não ficou pronto o computador, o conserto está complicado. Mas aqui estou de carona, e tenho aproveitado uns bons dias de praia no real, dias azuis, quentes e sem chuva. (ney).