sexta-feira, 4 de junho de 2010

O PORTÃO


O frio metal do portão de ferro, a dureza do muro de pedra, a ferrugem, o limo, ainda assim achei que tinha poesia e cliquei. (ney).

3 comentários:

Mai disse...

E há poesia sim, Ney.
Eu pintei um quadro de uma fachada exatamente assim e havia muito musgo sobre as pedras.
O tempo deixa marcas até mesmo nas superfícies mais duras e frias.


Bela foto!
abraços

ney disse...

É isso mesmo, Mai, a natureza se manifesta de todas as formas, em todos os elementos, e assim cria essa bela e infinita diversidade. Obrigado pela presença amiga. Abraço/ney.

Clecilene Carvalho disse...

Seus olhos são sensiveis e tudo veem. Achei lida a imagem e sua descrição já é poesia.

Beijos.