quarta-feira, 12 de agosto de 2009

O BANQUINHO


Clique na imagem para ampliá-la (foto ney)

Acho que todos nós temos um ou mais banquinhos em nossas vidas, que lembram prosas, namoros, ficar pensando na vida. Dos bancos das pracinhas, nos “anos dourados”, muitos namoros passaram para o “escurinho do cinema”, depois para os automóveis, drive-ins (com ou sem cinema), motéis. A geração dos anos 50/60 deu início a um processo de grandes mudanças sociais, econômicas e políticas, com avanços na liberdade e na democracia. E vai a humanidade buscando seus melhores caminhos, aprendendo com erros e acertos, no sentido de um mundo livre e melhor.
Nestes tempos de correrias, inseguranças, os banquinhos ficaram bem esquecidos. Mas surgiram os banquinhos virtuais, com som, imagem, tudo em tempo real, quase ao vivo, com direito a privacidade. E neles temos o mundo ao nosso alcance, tudo na telinha.
Mas não vamos esquecer os banquinhos, e neles temos a brisa, o pôr-do-sol, e se ficar mais um pouquinho vem a LUA, e ai ele volta a ser o banco romântico de sempre. Viva o banquinho! (ney).
E viajando no tempo, vale assistir ao vídeo clicando no TÍTULO acima, ou no endereço abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=HJCUPgLi1R8&feature=related

5 comentários:

heli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
heli disse...

Ney.
A mesma praça, o mesmo banco...
Pois é, muito bem lembrado,agora são as "cadeiras"(banquinhos) em frente ao computador.
Que saudade dos banquinhos onde a gente namorava sem se preocupar com a vida.
Doces lembranças!!
bjs

ESSÊNCIA ÓRION disse...

Acho que todos temos sim, os tais banquinhos, infelismente o meu só me faz lembrar momentos tristes....kk mas também vale né? momentos tristes???

ney disse...

Obrigado, heli, meus namoros tiveram também muito a ver com banquinhos. bjs/ney.

ney disse...

Obrigado, MAY, pela presença e pelo comentário. Sinto pelas lembranças tristes no banquinho. Mas eles estão ai, em toda parte, pode um outro banquinho trazer alegrias. O do seu blog tem boas energias... Parabéns!
E vamos em frente, para descansar os banquinhos serão sempre úteis (rs). ney/