quarta-feira, 15 de julho de 2009

Gaivotas - Clique aqui


Clique sobre a imagem para ampliá-la (foto ney) - Praia de Itaipu - Niterói-RJ.
.
Fernão Capelo Gaivota era diferente da maioria das gaivotas de seu bando, que só pensava em lutar por comida, junto aos barcos de pesca. Ele amava voar. Passava dias inteiros sozinho no mar, treinando vôos rasantes em alta velocidade, para aflição de seus pais e desaprovação de todos. Em vão tentou fazer-lhes a vontade e agir como os outros. Seu único interesse era aprender mais e mais sobre a arte de voar. Richard Bach. Clique no TÍTULO acima e veja o vídeo.

6 comentários:

tereza disse...

Belissimo caro amigo!

ney disse...

Tereza,
Obrigado pela presença e comentário. Não sei porque vôo tanto nos sonhos, desde criança, mas de voar mesmo, nunca soube se quer dizer alguma coisa, se é que alguém sabe. Abraço/ney.

**Bya** disse...

Pouso rasteiro se faz com concentração e foca a sua missão. Aprendemos até nas entrelinhas ou será sempre!?
Belo lugar
Um abraço-pousei aqui.

ney disse...

Bya,
Valeu pela presença e comentário. Apareça sempre! Acho que somos mesmo ETERNOS APERDIZES, como dizia Gonzaguinha em sua música: Eu fico
Com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita...
.
Ah, mas se aprende também nas entrelinhas, gosto delas, são mágicas. Diz a Mariana (google): Nas "entrelinhas" consegue-se ler o que não foi escrito, o que ficou por dizer... Nas "entrelinhas" existem silêncios... espaço, pontos e vírgulas que falam ...
Um abraço/ney

Pétalas D'Alma disse...

Gosto dessa praia. Essa foto ficou belíssima e o texto, nem preciso falar, né? Bjus Sol

ney disse...

É mesmo uma praia boa, águas tranquilas, vazia nessa época do ano. Delícia! bjs/ney.