sexta-feira, 12 de junho de 2009

AMOR



Clique sobre a imagem para ampliá-la (foto ney)

Eu chamaria esse poema de CANTO DE ONTEM DE UM AMOR IMORTAL. Bem, foi assim que entendi a beleza e lucidez do texto. Na foto, a vegetação bem verde se sobrepõe às sombras. Somos e vivemos um universo tridimencional. Estamos inseridos numa corrente global em movimento, num eterno aprender, renovar, transformar, superar, amar, libertar e crescer. ney/

"Eterno é tudo aquilo que dura uma fração de segundos, mas com tamanha intensidade que se petrifica, e nenhuma força consegue destruir. " Carlos Drummond de Andrade

3 comentários:

Pétalas D'Alma disse...

Sua criatividade fotográfica é esplêndida! A terminação com o frase de Carlos Drummond de Andrade foi perfeita! Um abraço

Márcia(clarinha) disse...

Que maravilha!!
Adorei, parabéns.

lindo dia
beijos

ney disse...

Solange e Márcia,
Obrigado pelos comentários. Os poetas sabem mesmo falar do amor. Aproveitei a luz da natureza e a luminosidade das poesias, e fiquei nas sombras serenas desse caminhar do amor. Vale viver todos os seus momentos, transformações, cintilações da eternidade. ney/