sábado, 28 de fevereiro de 2009

BANQUINHO ROMÂNTICO


Clique sobre a imagem para ampliá-la (foto ney)
Pedalando pela orla fotografei esse banquinho que achei bem romântico, junto ao mar, e estava bem no por do sol. Então lembrei de um texto que acho ter tudo a ver, que encontrei no blog banquinho lá de Portugal, do autor "blue eyes"... "Um banquinho para descansar, pensar, conversar e ver lindos Por de Sol!". JÁ TENHO SAUDADES!
.
Um por do sol ao relento... Um brilho ténue a iluminarnos... Os meus braços na tua cintura... Uma aragem que nos arrepia... Dois corações que batem em uníssono... O teu cabelo a dançar pela minha face... O teu cheiro a fazer-me enlouquecer... O teu pescoço nú a pedir-me um beijo... Os meus lábios a percorrerem a tua face... A tua mão no meu cabelo... Um aparente alheamento de tudo o que nos rodeia... Um arfar da tua boca... A minha lingua a passar pela tua orelha... A tua face a rodar... As nossas bocas a procurarem-se... Os nossos lábios a tocarem-se... As nossas linguas a dançarem... O nossos braços a envolverem-nos... As nossas mãos a explorarem os corpos... Um beijo que perdura... e não se esquece... Quatro olhos que não se abrem... por enquanto... Um sentimento que não se explica... Um bem estar que não queremos deixar... Duas bocas que se separam... Quatro ollhos que se abrem... Quatro olhos que se olham... Duas almas que se vêem... Duas almas felizes... Duas pessoas que se amam... E um sol que já não se vê. http://banquinho.blogs.sapo.pt/29727.html

5 comentários:

heli disse...

Que banquinho lindo!
Deu vontade de sentar e ver o "Nascer do Sol"...hehehe
Gostei do texto!
bjs
Heli

ney disse...

Pois é, o autor estava mesmo inspirado, e são sentimentos e palavras simples, mas que nos dias de hoje parecem meio fora de moda. Mas pelos comentários no blog do banquinho o texto foi bem acolhido. Os banquinhos no meu tempo eram dos namorados, e foram testemunhos de muitas histórias de amor. Também gostei do texto. bjs/ney.

Dulce disse...

Ney
Muito lindo esse banco. São azulejos? Ele fica em alguma praça? Você tem descoberto verdadeiras preciosidades nesses seus passeios. E o melhor á que as guarda através de suas fotos.
Beijo

ney disse...

Dulce,
De bicicleta, ou a pé, podemos apreciar com mais calma a natureza, as casas e paisagens a beira das ruas, das pequenas estradas, de um lado e de outro, comuns na orla do mar contornando as encostas, construções que harmonizam e valorizam a paisagem. E assim também em bairros residencias bem arborizados, bosques, passando de carro nem percebemos. A fotografia nos motiva a registrar esses belos recantos. beijo/ney.

Dulce disse...
Este comentário foi removido pelo autor.