sábado, 27 de dezembro de 2008

POESIA



PUXA! Ela fez uma tatuagem de uma rosa com o meu nome... linda demais!

Entre os teus lábios, é que a loucura acode, desce à garganta, invade a água. No teu peito é que o pólen do fogo se junta à nascente, alastra na sombra. Nos teus flancos é que a fonte começa a ser rio de abelhas, rumor de tigre. Da cintura aos joelhos é que a areia queima, o sol é secreto, cego o silêncio. Deita-te comigo. Ilumina meus vidros. Entre lábios e lábios toda a música é minha. Eugenio de Andrade.

2 comentários:

verapsico disse...

Olá Ney!
Suas fotos me encantam, as poesias me fazem sonhar e as músicas agora... está demais!
Seu blog está lindo!
Abraços, Vera

ney disse...

Olá Vera!
Fico feliz que goste deste meu espaço, das fotos, música e poesia. É um jeito que temos de seguir no amadurecimento, no equilíbrio e no encantamento, buscando crescer e ver esse mundo com mais amor.
E no seu blog li sobre seu belo passeio matinal, aproveitando um momento de sol, que está difícil no meio de tanta chuva. Abraço/ney.